Veja isso!!!

PROJETO ONE 2020

PROJETO ONE 2020 ***** PROJETO ADIADO******. Breve voltaremos a dar informações (PROJETO 2019 CONCLUÍDO - veja notícias no  Facebook...

domingo, 29 de novembro de 2020

Plantar igrejas tudo de novo

 

Eu preciso começar com uma confissão pessoal – Eu gosto de ler livros que brincam com a possibilidade de  “Viajar no Tempo”.   Sabe – aquele livro que manda um cara do século 21 de volta aos tempos medievais para ver se ele consegue sobreviver (e claro, ganhar a batalha!).  Faz alguns meses que Lucas Gomes, no meio de uma conversa pessoal, lançou uma pergunta pra mim – uma pergunta que me levou a “Viajar no Tempo.”  Qual foi a pergunta?


“Steve, se você pudesse voltar há 30 anos e começar de novo como plantador de igreja(s) -- com a energia de jovem, mas com a experiência de idade, o que você faria igual...e o que você faria diferente?”


Passei um tempo refletindo sobre essa pergunta, e acabei alistando 7 áreas – áreas que seriam áreas essenciais a serem consideradas nesta minha viagem no tempo.



1) Se for Possível, Não Começar sem Clareza de Propósito (Calculando o preço) Antes de Começar


Qual o propósito desta plantação? Qual a razão por este local? Quais os valores que uma igreja nova traria para este bairro, esta cidade? Qual a razão de eu estar envolvido? Qual a visão maior atrás da plantação?  Qual o publico alvo que precisamos alcançar?  Qual a faixa econômica que pretendemos alcançar? Quantas igrejas boas já tem no bairro?  


Imaginando esta nova igreja daqui a 10 anos, qual o papel, razão, propósito, necessidade, vibe, valor desta igreja?


Muitas vezes começamos com nada mais do que um desejo de ter “mais um ponto de pregação na cidade”.  E não tem nada errado com este desejo. Porém, não seria bom “calcular o preço” um pouco melhor antes de começar?


Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço,

para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la? (Lc. 14:28)

 


2) Se for Possível, Nâo Começar sem um Plantador “Chamado e Aprovado” como Parte da Equipe


Mark Driscoll (antes de cair em pecado e abuso eclesiástico) entendeu como poucos o processo e fatores essenciais na plantação de igrejas.  E uma fala dele me marcou muito na minha jornada como plantador e “coach”.  Ele disse:

Eu aprendi o seguinte:  Eu vou investir em treinar os chamados,

mas desisti de investir em chamar os treinados”

Ou seja:  Precisamos de plantadores com o chamado de plantar igrejas.  Plantadores dispostos a começar de zero.  Plantadores que sabem que não vão ter um salário “fixo” e uma estrutura pronta.  Plantadores chamados para enfrentar tudo isso (e mais!) – estes podemos treinar.  Mas aquele seminarista que foi bem treinado e está na procura de uma igreja onde ministrar – ou o pastor bem treinado e com experiência em várias igrejas locais -  SE ele não tem um chamado especifico para os desafios únicos e árduos que virão como plantador... Mark Driscol disse que ele desistiu de tentar “chamar” estes seminaristas e pastores para a arena de plantação.  Nada contra tais pastores.  Mas ele reconheceu que o trabalho, ministério, desafio e “chamado” de um plantador não é para todos, não é de todos e é essencial antes de investir nele(s).



3) Se for Possível, Plantar em Equipe....e em Equipe bem Engajada. 


Imagino que quase todos nós temos ouvido a importância destes fatores essenciais numa equipe:

Caráter

Competência

Química


Descobrimos (infelizmente) que uma equipe que tenta atuar sem TODAS estas 3 qualidades funcionando bem...vai ser uma equipe destinada a fracassar, falhar ou pior – implodir! (e sim, já passei por uma implosão dessa e não quero nunca mais!)


Eu diria mais:  ANTES de mudar para uma cidade nova ou bairro novo, passe pelo menos 6 meses se reunindo como equipe – de preferência mentoreada por alguém de fora e com experiência – que sabe bem avaliar e desafiar a equipe nas seguintes áreas:

  1. Avaliar o Caráter, Competência, Química de cada membro da equipe e da equipe como toda
  2. Avaliar os dons espirituais da equipe
    1. Prestar atenção especial aos dons de liderança mencionados em Efésios 4:11 a 16 — Apóstolo, Profeta, Evangelista, Pastor, Mestre
  3. Avaliar as Áreas Fortes (teste do Grupo Barna) de cada membro da equipe
  4. Avaliar e ser Treinados como equipe em “Resolução de Conflitos”
  5. Avaliar e Decidir nos cargos e áreas de ministério de cada um


Anote:  Se o plantador pretende começar sozinho, não pule esta etapa.  Faça a avaliação pessoal.  É essencial “auto entender” antes de começar.



4) Se for Possível, Plantar Apoiado por uma Igreja Mãe, Igreja Parceira ou Igreja Enviadora.  


Quando “A Equipe Rio” chegou para plantar “uma rede de igrejas no Rio de Janeiro”, chegamos numa equipe de 4 casais.  Chegamos com um propósito bem elaborado.  Chegamos depois de ser bem avaliados e treinados no exterior.  Porém, ao chegar no Rio de Janeiro, chegamos sozinhos.  E pior, nem reconhecemos a necessidade de apoio de outros.  Fomos jovens, treinados, cheios de entusiasmo...e arrogância.  Íamos mostrar para o mundo a maneira certa (e claro, isto significava a maneira nossa) de plantar igrejas no Rio de Janeiro.  Sem conhecer a cidade.  Sem ter uma igreja parceira na cidade.  Sem ter uma igreja parceira no Brasil.  Sem ter uma igreja enviadora.  Sem ter uma igreja apoiadora.  


E tudo funcionava bem até passamos por dificuldades e desafios além da nossa (pouca) experiência.  Sem valorizar este apoio essencial, pagamos muito caro quando mais precisávamos.  Como teria sido diferente se tivéssemos valorizado o apoio em oração, sustento, visitas, coaching, encorajamento, treinamento... e experiência.  Como teria sido diferente.... (cadê aquele máquina de tempo?)



5) Auto Policiar para, Se for Possível, NÃO fazer tudo Sozinho.

  

Como já mencionei, quando chegamos ao Rio começamos o trabalho com 4 casais.  4 casais bem treinados.  4 casais cheio de pique.  4 casais ansiosos a trabalhar.  4 casais cheios de energia.  E 4 casais que acabaram fazendo todo o trabalho do ministério nos primeiros 3 anos. Sabe o resultado?  No início, plantamos uma igreja de espectadores.  Louvor excelente feito por nós, pregação bem feita por nós, ministério infantil liderado por nós, eventos totalmente planejados por nós.  E as pessoas vinham para ver o que nós fazíamos.  Infelizmente, acabamos “roubando” deles o sentido do Corpo de Cristo, “roubando” deles a chance de aprender e fazer e falhar e crescer na sua fé, “roubando” deles a compreensão de que a igreja eram eles e deles (claro, a igreja é de Cristo, mas é importante sentir como membros e parte útil do corpo).


De acordo com a Bíblia, o corpo de Cristo precisa de todos.  Porém, será que nós (os plantadores especialistas) passamos esta mensagem?  A igreja que está nascendo precisa das pessoas mais do que para ajudar a pagar as contas?  


Cuidado em agir como o “profissional”.  Cuidado em agir sozinho.  Cuidado em desvalorizar a importância de cada parte do corpo de Cristo.



6) Se for Possível,  Ser Ágil para Avaliar, Ajustar, Re-Pensar e Mudar com Frequência (se for necessário).

 

Um amigo meu também foi plantar uma igreja na cidade do Rio de Janeiro.  Ele foi com um plano bem elaborado e financiado para plantar uma mega-igreja entre a alta sociedade do bairro de Barra da Tijuca.  O que ele não imaginava era que bem no início uma dessas pessoas ricas trouxe a empregada dela para um culto (imagine o horror!).  A empregada se converteu e em menos de 3 meses trouxe mais 40 pessoas “simples” que moravam na Cidade de Deus para a igreja “rica” dele na Barra da Tijuca.  A igreja estava bombando de pessoas novas....mas não as pessoas que ele planejava a alcançar.  


Os planos são seus?  Ou será que os planos pertencem ao Senhor?   Você está disposto a mudar do seu jeito (tipo:  ser missionário), aculturar e adaptar para melhor alcançar as pessoas no seu contexto e executar o plano que Deus tem para seu ministério?  O que você teria feito na situação dele?  Avaliar, Ajustar, Re-Pensar ... e até mudar????? 


Interessante – no primeiro ponto meu neste artigo falei em ter um plano claro e bem elaborado.  Agora parece que estou argumentado de estar disposto a jogar tudo isso fora.  E é isso mesmo!  Jesus falou em calcular o preço antes de começar, e no livro de Provérbios 16:9 diz:


Em seu coração o homem planeja o seu caminho,
                  mas o Senhor determina os seus passos.


Não é errado planejar.  É bom planejar.  Mas ao mesmo tempo é essencial avaliar (os planos), ajustar (os planos), re-pensar (os planos) e mudar (os planos) ... deixando o Senhor determinar os seus passos.


7) Se for Possível,  Preparar-se desde o início para as Transições que Virão.


O trabalho de um plantador é bem diferente do trabalho de um pastor numa igreja estabelecida.  O trabalho de um plantador\pastor de uma igreja de 35 pessoas é bem diferente de um plantador\pastor de uma igreja de 100 pessoas.  Sabia disso? Compreende as diferenças entre o estilo de liderança necessária numa igreja de 50 e uma igreja de 200?  Lyle Schaller, um guru na área de plantação de igrejas, argumenta que tem 7 faixas diferentes de igrejas (em termos de número) e que cada faixa exige um tipo de liderança, pastoreio e estrutura diferente:

  • Igreja “em casa” (35 ou menos pessoas)
  • Igreja pequena  (35-100 pessoas)
  • Igreja Média (100-175 pessoas)
  • Igreja Desajeitada (nem media nem grande)  (175-225 pessoas)
  • Igreja Grande (225-450 pessoas)
  • Igreja Gigante (450-700 pessoas)
  • Igreja Mega (Mini-denominação) (750+ pessoas)

E Schaller argumenta que na “fronteira” de cada divisão a transição de estilo, estrutura e liderança tem que ser re-avaliada.  

Outra pergunta essencial?  Você, plantador, você é plantador ou pastor? (muito difícil ser os 2) Se for plantador, está disposto a entregar a plantação justamente quando está se firmando e formando como igreja estruturada?  Se não, está disposto a re-inventar o estilo de liderança e ministério para “pastorear e liderar” mais do que “continuar a plantar”?  Se for Possivel, Preparar desde o início para as Transições que Virão.


Infelizmente, não vou poder viajar no tempo.  Infelizmente, não sou mais jovem.  Infelizmente, não posso voltar e fazer tudo de novo.  Mas você, jovem plantador.  Não faça como nós fizemos – mas aproveite um pouco das nossas experiências (positivas e negativas) para ser um melhor plantador, um melhor líder e um melhor pastor do Senhor e para o Senhor.  



Steve Spellman

Steve é missionário de Rech Global, servindo no Brasil e Haiti, Coach e grande apoiador de plantação de igrejas, membro da Equipe SPI.

steve.Spellman@efca.org

Visite www.spi.org.br


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Plantação Pioneira - Projeto Envira

A CIELB Está Elaborando um projeto de Plantação de Igreja  no coração da Amazonia.


Em virtude de trabalhos missionários já existentes na Região da tribo Kulinas no Amazonas, a CIELB está elaborando um projeto de plantação de Igreja urbano na cidade de Envira - AM.

Será um projeto pioneiro e desafiador, mas que tem potencial para alcançar toda a região do Rio Juruá.

O que temos até agora? A cidade inicial, pessoas no local pra iniciar o trabalho e uma parceria com com o coordenador da MEAP da região que nos ajudará na mentoria e desenvolvimento do projeto.

O que ainda não temos? Um plantador (alguém com chamado para atuar naquele contexto), uma igreja que adote o projeto para cuidar dele, e, os recursos que obviamente ainda serão buscados na medida que o projeto se desenvolve.

POR FAVOR ORE. pra que Deus supra estas necessidades. Escreva pra nós se quiser conversar sobre o assunto, se você tiver um chamado ou sugestões sobre o projeto.

Você e sua Igreja podem se envolver de alguma maneira.

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

PROJETO ONE 2020


PROJETO ONE 2020


***** PROJETO ADIADO******. Breve voltaremos a dar informações
(PROJETO 2019 CONCLUÍDO - veja notícias no Facebook)



PROJETO ONE - SPI -  ITAPUAMA 2020

Datas:  31 de Outubro a 08 de Novembro de 2020.
Igreja beneficiada:  IEL Itapuama - cidade de Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco.
Pastor: Fábio 
Número Máximo de pessoas na equipe:  15 pessoas
Custo:  Passagens aéreas (cada um compra a sua) MAIS R$ 600,00 ???  de estadia por pessoa (alimentação, transporte, hospedagem, etc - valor ainda não definido no momento).
OFERTA:  Pedimos também a cada igreja que mandar voluntários se possível levantar uma oferta de  R$ 500,00 (por igreja) para material de construção e ministérios.


Neste ano o Projeto ONE traz uma novidade! Nas datas, pois você pode optar por chegar dois dias antes e receber gratuitamente um treinamento especial de Vida em Missão (Missio Dei). 

Agenda:

Treinamento Uma Vida em Missão - De 31/10 e 01/11 
ONE Project Itapuama - De 2 a 8 de Novembro 2020

Projetos de ministério (elaborando):
  • Pequenas reformas da estrutura física (serviços gerais de pintura, elétricos, etc…) 
  • Trabalho com crianças do bairro e da escola vizinha
  • Tempo com líderes. 
  • Visitar famílias das crianças 
  • Evangelístico nas escolas  
  • Filme Evangelístico para jovens (Cinema Livre)
  • Surf para conectar com pessoas
  • Seminário de Jiu Jitsu e Tae Kwon Do
Obs: depende do pessoal inscrito, quantas pessoas, habilidades, etc. 

Propósitos:
  • Criar relacionamentos encorajadores
  • Comunhão entre irmãos “Livres” de todo Brasil
  • Evangelismo
  • Melhorias na estrutura física da igreja.
  • Fortalecer e capacitar líderes e a igreja em geral


Requisitos para participação:
Idade:  A partir de 15 anos de idade sendo que menor de 18 somente com acompanhante responsável.
ReferênciaCompromisso sério com Deus e sua igreja local. Ser membro ativo de uma IEL e/ou recomendado pelo seu pastor. 
Custos: levantar os recursos para cobrir seus custos de estadia, passagens e a oferta ministerial.
AcordoDisposição para o trabalho e aprendizado. Estar de acordo com os propósitos do projeto e sujeitar-se a liderança do mesmo.
Cobertura: Contar com um grupo que se comprometa a interceder diariamente. 
Confirmação: Encaminhar sua pré-inscrição e aguardar a confirmação da mesma. PREENCHA SUA PRÉ-INSCRIÇÃO AQUI

Informações para VIAGEM
Cada um é responsável pela compra da sua passagem, pois vindo de diferentes regiões fica mais seguro cada um escolher seu meio de transporte, etc...
Grupos vindos de um mesmo lugar podem combinar entre si comprar em conjunto.
Contem com nosso apoio pra compra. Escrevam em caso de dúvidas.
Chegada:  seu voo deve chegar de preferência entre meio dia e 20 hrs do dia 31 de Outubro no caso de participar do treinamento ou mesmos horários no dia 02 de Novembro pra participar só do Projeto  (aeroporto de Recife-Jaboatão dos Guararapes - REC)
O grupo será conduzido a Itapuama a medida que for chegando. Para isso nos informe seus voos.
Volta:  Compre sua volta pra sair a partir de 9 de Novembro (segunda). Se optar por sair antes, terá que providenciar acesso ao aeroporto e abrir mão de parte das atividades. Se viajar em outra data ou tiver outros planos, como turismo após, nos comunique.
IMPORTANTE:  custos de voos podem oscilar muito, por isso é bom pesquisar por dias seguidos, mas normalmente muito perto da data o preço sobe bastante. 
Equipe SPI
Contato e informações

spi.cielb@gmail.com

A igreja não faz missão, igreja é missão!

Esta é uma afirmação de muitos missiólogos tais como Leslie Newbigin e outros, também é importante lembrar que: “Ser um seguidor genuíno de Jesus Cristo é dedicar tudo no fazer  e multiplicar discípulos Dele”. Sendo assim quero compartilhar esta experiência contigo:


Ao escutar a história de um querido líder de uma igreja pude me emocionar com seu zelo, esforço e trabalho em manter as coisas funcionando, como as programações tomavam seu tempo, e mesmo assim a igreja encolhia, me identifiquei com ele em alguns momentos do meu ministério pessoal, só o encorajei a não desistir e orei. 


Mas fiquei com isso em meu coração e cheguei a conclusão de que: “De quem mais se espera, muitas vezes são os que menos tem a oferecer”. Ou seja pastores e líderes de várias denominações do Brasil, são homens de Deus e com ótimas intenções, mas tem se consumido na programação rotineira da igreja e esquecendo de fazer e multiplicar discípulos de Cristo. 


Não por mal, mas simplesmente por ser engolido pela rotina. Não estou contra as programações e eventos, mas eles precisam gerar e multiplicar discípulos de Cristo. Inclusive as mega igrejas americanas que venderam centenas de livros de modelos de igreja no Brasil chegaram a conclusão de que seus cultos “sensíveis aos visitantes”  já não tinham mais nem oração para não incomodar visitantes, estavam gerando simpatizantes da igreja e não discípulos de Cristo, transformados por Deus.


Não os condeno, pois realinharam e voltaram a raiz, e também por que quantas vezes somos tentados a fazermos coisas por que dá certo e não por que são o certo para uma igreja ser plantada ou crescer. Ou simplesmente fazemos por que sempre foi assim, e está no calendário e tal programação precisa acontecer, mas ao final, sabemos, novos discípulos não foram gerados, nem multiplicaram-se.


Pastor Samuel Vieira (CTPI) diz:


Revitalizar as nossas igrejas é a nossa constante preocupação como pastores e líderes. Mas muitas vezes nossos líderes é que precisam ser revitalizados. E mais, nós mesmos precisamos ser revitalizados! Afinal, estamos em um cenário de desânimo crescente! Somado a isto, uma pesquisa afirma que a maioria das igrejas brasileiras atingiram seu platô e estagnaram ou estão em declínio. É nesse cenário que vamos falar de revitalização da vida! 


Fazer discípulos é o dever de todo cristão genuíno, e a liderança deve estar vivendo isso antes de todos, discipulado! Por isso repito que às vezes:  “De quem mais se espera, muitas vezes são os que menos tem a oferecer”. Muitos de nossos líderes não estão caminhando em discipulado, não estão sendo discipulados e não estão discipulando ninguém. Assim, em uma tentativa desesperada, aceleram as programações na tentativa de não perderem membros para igreja da moda que chegou na cidade, até a exaustão e o burnout (colapso).


Saia dessa doideira da concorrência! Que nossas igrejas e nossos plantios sejam sensíveis, contextualizados, que fazem uma leitura da sua cultura local, entendam as perguntas da alma de seu povo e respondam a partir das Escrituras com a salvação transformadora de Jesus! 


Sei que a pergunta que está na tua mente é: Ok! Como faço discípulos?! 
Para responder isso precisamos considerar este texto bíblico:


“Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a obedecer a tudo o que eu tenho mandado”. Mateus 28. 19-20


Aqui sabemos que precisamos “ir” a fazer discípulos, ou seja, é um momento, uma decisão intencional que iniciamos, não é algo diluído, mas posicional, precisamos decidir e começar a fazer discípulos até o fim, até termos condições.


Estes seguidores serão de Cristo e não meus seguidores pessoais, com a capacidade de abrir mão das preferências pessoais para alcançar pessoas com o evangelho transformador.


O batismo não é uma opção mas uma ordenança, uma declaração pública do que aconteceu dentro do discípulo, uma proclamação física e espiritual de que, se morre para a vida de pecados e agora se vive para Cristo. Tudo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.


Na sequência o ensino do evangelho, das maravilhas registradas nas Escrituras que Jesus nos ensinou, não um ensino meramente cognitivo, mas que gera obediência, ainda que lenta e gradativa, o discípulo obedece ao Senhor e se esforça para isso.


Ok! Falamos sobre o que envolve o discipulado, mas não exatamente o como?


O “como” depende de ti e das pessoas que te cercam, o que não poderá faltar está acima, agora se será em grupo, se será individual, semanal, quinzenal, enquanto trabalham juntos, no ônibus, na faculdade, em casa, com chimarrão ou tapioca, isso Deus deixou flexível, pois o evangelho é supracultural, está acima de todas as culturas.


Por isso a Secretaria de Plantação de Igrejas, que é a área da CIELB para o plantio e multiplicação de igrejas jamais será uma programação a mais para cansar líderes, uma máquina, um modelo, uma franqueadora de modelos, ou um pacote normativo para isso, nossa essência é organicamente fazer e multiplicar discípulos de Jesus, e assim mobilizar igrejas nesta missão. Da reunião e multiplicação dos discípulos surgirão igrejas.


Todos nossos esforços estão focados em ver novas comunidades de discípulos de Cristo surgindo e daí naturalmente igrejas sendo plantadas.  

Lucas Gomes
É Missionário da SPI, Catalizador de movimentos, está desenvolvendo o projeto Missio-Dei e envolvido com projetos estratégicos dentro da CIELB

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Plantar igrejas não enfraquece a igreja local !!!

Bem ao contrário!!! 
Porque estamos dizendo isso? 
Porque existem mitos de que investir numa nova igreja divide as energias da igreja mãe e ela enfraquece. 
Argumentos comuns pra não plantar igrejas estão baseados no medo e no engessamento dos métodos: 
  • “Tenho poucos líderes e preciso deles aqui”.
  • “Mal conseguimos sustentar este ministério, como iniciar outro”?
  • “Pensamos em plantar sim, mas primeiro a igreja local precisa crescer”
E assim por diante. 
Contudo, se pensarmos na igreja como sendo uma família e usando os argumentos acima, então nossos filhos iriam casar e formar nova família. 

Então vejam bem, irmãos, o que enfraquece a igreja é o egocentrismo.  Quando uma igreja olha só pra si mesma ela começa a morrer. 
“Nós deixamos de ser pescadores de homens para nos tornarmos zeladores do aquário” (Paul Harvey). 
A visão missionária e o zelo Evangelístico são essência da vida da igreja, sem isso é que ela morre. 
Claro que muitas vezes cometemos erros em nome do zelo missionário, mas culpar a missão pelos nossos erros não vai dar vida a igreja. 

Plantar igrejas desenvolve visão e desperta chamados.
Plantação de igrejas nos leva ao crescimento de dons e ministério.
Quando oramos e iniciamos plantação de igreja recursos são multiplicados, paixão cresce, oração multiplica, vidas são salvas, o animo retorna, uma sinergia divina se estabelece e tudo o que antes parecia ser uma possibilidade de enfraquecimento, vira uma grande fonte de força e crescimento. 

Nunca podemos esquecer que Deus fez a igreja pra multiplicar. Impedir isso é adoecer! Multiplicar deveria ser natural e expontâneo, onde somente nos preocupássemos com encontrar as melhores práticas. Multiplicar faz parte da saúde! Não prenda as iniciativas, mas ensine bem e deixe que seus filhos se casem! 

"As igrejas eram fortalecidas na fé e cresciam em número a cada dia.” Atos 16.5 

Visite 


quarta-feira, 7 de agosto de 2019

O mundo acabou a sete anos atrás!!

 

Pra quem está lembrado, 2012 é o título do filme que rodou pelo mundo com uma narrativa apocalíptica. Este é um tema recorrente e também tem correlação com a Bíblia, mas os cineastas são realmente criativos.

Descontando o sensacionalismo, o suspense de fato existia na mídia, no circulo de excêntricos agoureiros e até na comunidade científica por causa das interpretações de antigas profecias Maias nas quais o asteroide Nibiru poderia colidir com a terra. Seria o fim! Mas, estamos aqui. :-) Nem sombra do temido asteróide. Ainda não foi dessa vez. Isso quer dizer que nossa missão continua.

Contudo quero olhar pra este tema e aplicar de outra maneira.

O mundo de 2012 realmente acabou, não é mesmo? E, convenhamos, continua acabando constantemente. Não são somente mudanças, são páginas viradas e deixadas pra trás.

E, enquanto muitos pretendem reviver épocas passadas, outros tentam criar “botes salva-vidas” para escapar da tragédia e ter chance de recomeçar.
Quem assistiu o filme sabe que nestes botes nada além do essencial podia ser  levado. Jesus quando fala do caminho estreito usa esta mesma figura.
O reino de Deus não é simplesmente um bifurcação em nossas vidas obrigando-nos a decidir entre uma ou outra. Isso seria bem simples. 

O reino é o fim de um mundo e recomeço de outro. E aqueles que entraram por este caminho descobriram um estilo de vida de “recomeçar”. Ninguém pode entrar neste "bote" se não abrir mão de muita coisa, realmente tudo. Jesus sempre nos convida a possuir somente o essencial para recomeçar a vida. Ele disse que isso é difícil e são poucos os que entram por ele.

Plantar igrejas é isso. Não estamos pensando em reproduzir e reviver experiências passadas. Não entendemos que precisamos perpetuar métodos, estruturas, modelos, ou qualquer coisa. Mas notamos que sempre hoje é o dia de recomeçar, de simplificar até o nível essencial, de deixar que o renovo venha brotando do seu jeito. 

Para cumprir a missão que Deus deu à Igreja, entendemos que há uma multidão e toda uma geração que precisa desesperadamente que deixemos pra trás a mochila de tradição pra entrar na estreita porta do recomeçar.  Se não estamos alcançando as pessoas, especialmente a nova geração, a sugestão é olhar a bagagem que carregamos, e deixar algo pra trás. Nada vale tanto quando as vidas que precisam de salvação.  


Esteja aberto àquilo que Deus quer fazer em sua vida. Doutra forma, corremos o risco de trabalhar muito pra conquistar um mundo que já não existe mais. 

sábado, 8 de junho de 2019

PROJETO ONE 2019

PROJETO CONCLUÍDO - veja notícias no facebook


PROJETO ONE - SPI -  ESCADA 2019

Datas:  25 a 30 de Setembro de 2019.
Igreja beneficiada:  IEL ESCADA - Cidade de Escada, Pernambuco.
Pastor: José Antonio  (coca)  
Número Máximo de pessoas na equipe:  15 pessoas
Custo:  Passagens aéreas (cada um compra a sua) MAIS R$ 600,00  de estadia por pessoa (alimentação, transporte, hospedagem, etc).
OFERTA:  Pedimos também a cada igreja que mandar voluntários se possível levantar uma oferta de  R$ 500,00 (por igreja) para material de construção e ministérios.

Projetos de ministério:
  • Reforma da estrutura física (serviços gerais de pintura, elétricos, etc…) 
  • Trabalho com crianças 
  • Tempo com líderes. 
  • Visitar famílias das crianças 
  • Jantar Evangelístico com as famílias. 
  • Filme Evangelístico para jovens (Cinema Livre)
  • Workshop de bikes

Obs: depende do pessoal inscrito, quantas pessoas, habilidades, etc. 

Propósitos:
  • Criar relacionamentos encorajadores
  • Comunhão entre irmãos “Livres” de todo Brasil
  • Evangelismo
  • Melhorias na estrutura física da igreja.
  • Fortalecer e capacitar líderes e a igreja em geral


Requisitos para participação:
Idade:  A partir de 15 anos de idade sendo que menor de 18 somente com acompanhante responsável.
ReferênciaCompromisso sério com Deus e sua igreja local. Ser membro ativo de uma IEL e/ou recomendado pelo seu pastor. 
Custos: levantar os recursos para cobrir seus custos de estadia, passagens e a oferta ministerial.
AcordoDisposição para o trabalho e aprendizado. Estar de acordo com os propósitos do projeto e sujeitar-se a liderança do mesmo.
Cobertura: Contar com um grupo que se comprometa a interceder diariamente. 
Confirmação: Encaminhar sua pré-inscrição e aguardar a confirmação da mesma. PREENCHA SUA PRÉ-INSCRIÇÃO AQUI

Informações para VIAGEM
Cada um é responsável pela compra da sua passagem, pois vindo de diferentes regiões fica mais seguro cada um escolher seu meio de transporte, etc...
Grupos vindos de um mesmo lugar podem combinar entre si comprar em conjunto.
Contem com nosso apoio pra compra. Escrevam em caso de dúvidas.
Chegada:  seu voo deve chegar entre meio dia e 20 hrs do dia 24 de Setembro (aeroporto de Recife-Jaboatão dos Guararapes - REC)
O grupo será conduzido a Escada a medida que for chegando. Para isso nos informe seus voos.
Partida:  Compre sua volta pra sair a partir de 21 hs no dia 30 (Dia 30 será um passeio e turismo na parte da manhã e tarde). Se optar por sair antes, terá que providenciar acesso ao aeroporto e abrir mão do passeio. Se viajar no dia seguinte ou tiver outros planos nos comunique.
IMPORTANTE:  custos de voos podem oscilar muito, por isso é bom pesquisar por dias seguidos, mas normalmente muito perto da data o preço sobe bastante. 

Equipe SPI
Contato e informações

spi.cielb@gmail.com